Loading...

Blog

Últimas notícias

5 dicas da própria rede para criar posts compartilháveis no LinkedIn

RUMO_linkedin
De acordo com uma pesquisa norte-americana realizada este ano, 94 % dos profissionais de marketing B2B usam o LinkedIn para distribuir conteúdo. Desses, apenas metade (51%)  pagam para promover suas mensagens em plataformas sociais. E entre aqueles que o fazem, 45% dizem que os anúncios patrocinados são eficazes.
Mesmo no Brasil, quase todas as marcas B2B estão no LinkedIn, e ainda não sabem ao certo como aproveitar a oportunidade dos anúncios patrocinados da rede, que é focada na audiência principal do público B2B.
Assim como atualizações regulares do LinkedIn, os posts patrocinados são posts publicados pela conta da empresa. Estas mensagens podem incluir links, imagens, vídeos ou apenas texto. A diferença é que você pode investir nessas atualizações para atingir um público específico e potencial, além das pessoas que já seguem a página da sua empresa.
Para ajudar as empresas e agências a entenderem melhor como a atividade funciona, o LinkedIn estudou os conteúdos patrocinados com melhor desempenho de 2016 até agora. Estes posts tiveram como alvo audiências na Europa, Oriente Médio e África; acumularam pelo menos 25.000 impressões; e foram classificados por taxa de engajamento. 
Confira as características que fazem os posts se destacarem:
1. Dirija-se diretamente ao leitor
Os posts mais compartilháveis ​​usam uma linguagem que lida diretamente com o leitor. Algumas das maneiras mais fáceis de fazer isso é fazer perguntas para o seu público e usar um segundo ponto de vista da pessoa. Como convidar o leitor a clicar no link e até mesmo responder uma pergunta nos comentários.
Por exemplo: “Quais sinais indicam que um funcionário está pensando em sair da empresa?” Em vez disso, pode ser feita uma pergunta mais personalizada: “Na sua opinião, que outros sinais indicam que um funcionário está pensando em sair da empresa?”.
Além disso, não tenha medo de usar a linguagem específica da indústria, especialmente para o público B2B. Como observa o relatório do LinkedIn, aborde o seu público como um amigo ou parceiro de negócios. Na dúvida se você pode usar certos termos ou expressões coloquiais, experimente diferentes tipos de perguntas e linguagem e melhorar a abordagem com base em como os leitores respondem.
2. Convide influenciadores e especialistas
Influenciadores e especialistas da área podem aumentar a credibilidade de sua marca e fornecer informações importantes para os seus leitores. Se esses especialistas trabalham para a empresa, você pode pedir para que contribuam com um post de blog que você pode conectar ao no LinkedIn, ou até mesmo convidá-los a escrever uma peça diretamente na plataforma.
Se esses influenciadores estão fora de sua empresa, conecte-se com eles no LinkedIn. Veja se eles estariam interessados ​​em escrever um post como convidado, compartilhando sua atualização patrocinado com os seus seguidores, ou mesmo comentando sobre a sua atualização e iniciando uma conversa com o seu público.
3. Inclua vídeos do YouTube
Diferentemente das mudaças realizadas pelo Facebook, o LinkedIn ainda publica clipes do YouTube em seu feed de notícias. Então é possível assistir um vídeo do canal direto na página da rede, sem necessidade de redirecionar o público à uma aba diferente a fim de assistir ao vídeo, o que facilita a visualização e compartilhamento na mídia.
4. Mostre os bastidores
Aqui está uma grande sinopse do relatório do LinkedIn: ” ‘B2B’ e ‘estilo de vida’ não são mutuamente exclusivos.” Afinal, o público B2B são pessoas também. Eles não querem apenas ler notícias sobre negócios durante o dia todo; eles também querem ver o lado humano da sua marca. E o LinkedIn é o lugar para mostrar se você está fornecendo um olhar exclusivo sobre o lançamento de um produto ou os bastidores imagens de um evento da empresa.
5. Conteúdo redirecionado 
Compreensivelmente, você pode querer promover as mensagens que apontam para o site da marca. Mas lembre-se: qualquer coisa que ajude o seu cliente pode, por sua vez, ajudar a sua marca. Mesmo se se trata de uma fonte diferente.
De acordo com um estudo realizado pelo Grupo SAVO, 74% dos compradores B2B escolheram uma empresa que forneceu informações úteis e os ajudou durante o processo de compra. Então, se você encontrou um novo relatório de outra publicação que pode ser útil para os seus seguidores, encontre uma maneira de compartilhá-lo. Se você viu um vídeo legal que fala sobre os interesses do seu público, e talvez até mesmo um link para um post relevante de sua empresa, publique. Independente de onde o conteúdo venha, se educa ou diverte seu público, ele vai ser grato por isso.
Fale com as especialistas do Rumo sobre as melhores estratégias para a sua empresa  nessa e demais mídias sociais, e saiba onde a sua empresa ainda pode chegar.