Loading...

Blog

Últimas notícias

Como utilizar todos os canais de comunicação disponíveis para falar com o seu cliente

RUMO_canais de com_vet

Todo processo de comunicação de uma empresa começa com um bom banco de dados, ou seja, as informações do seu cliente. A velha e boa ficha de cadastro, que hoje ainda encontramos em alguns balcões por aí, se transformou em algo automatizado. Nela constavam os dados mais importantes do cliente, como endereço e telefone; e com o passar do tempo, o e-mail tornou-se uma informação fundamental.
Atualmente, o marketing digital, que permite personalizar as suas campanhas utilizando canais diversificados para se comunicar com o público, como, blog, e-mail marketing, mídias sociais, e mais recentemente, aplicativos como WhatsApp, possui um custo relativamente menor em relação à publicidade tradicional. Aliado a outras estratégias que podem ser adaptadas ao seu budget, é possível propagar ainda mais a sua marca e aumentar a visita de clientes ao seu estabelecimento, além de criar um relacionamento mais humanizado.
Sabendo que os dados dos seus clientes são a ferramenta mais importante que você pode ter, e eu diria que valem ouro, não abra mão de sempre ter essa informação atualizada, pois ela lhe auxiliará no processo de marketing de relacionamento.
Falando mais precisamente sobre o marketing digital, o envio de e-mail marketing informativo, como newsletters, é uma ferramenta que ainda funciona, desde que sua base esteja em dia, e as pessoas tenham aceitado receber seu e-mail. Estudos informam que o índice de abertura de um e-mail marketing para uma base segmentada é em torno de 10%, um índice considerado, por nós marqueteiros, acima da média para a atualidade. Já o índice de cliques e engajamento com a comunicação estão em torno de 6%. Mas essa ferramenta só tem efeito se algumas regras de boas maneiras do e-mail marketing forem seguidas, como relevância do assunto, peridiocidade, e mais recentemente, o acesso mobile via celular.
É importante destacar aqui a relevância de conteúdo, outra premissa, se não a mais importante, do marketing digital. Pare para pensar na quantidade de informação que estamos expostos no nosso dia-a-dia: e-mails, Facebook, Instagram, LinkedIin; sem contar a TV e jornais. Um pouco antes do início da era digital, todo mundo curtia de tudo, falava-se sobre vários assuntos em todas as redes, até que fosse possível encontrar a verdadeira proposta do negócio. Hoje ainda é possível falar sobre tudo ou qualquer coisa, mas observe como a comunicação está mais dirigida e mais personalizada.
Cada vez mais você recebe anúncios e ou artigos de assuntos que você pesquisou no Google ou curtiu nas redes sociais, e até de um simples cadastro que você preenche e coloca a área de interesse.
Aí está o grande segredo: criar conteúdos personalizados. Por isso é preciso conhecer a fundo a sua base de clientes, ou o público que você pretende atingir, e ainda usar os recursos disponíveis no marketing digital para segmentar a sua campanha.
Um exemplo muito interessante foi quando tivemos o desafio de aumentar a fidelidade nas consultas de endocrinologia veterinária de um hospital veterinário em São Paulo. A solução foi criar um modelo de evento voltado para orientações nutricionais, que ocorre de forma presencial uma vez a cada dois meses no hospital, publicar artigos dirigidos no blog, além de posts nas redes sociais. Dessa forma, o cliente sempre lembrará do que é preciso fazer durante o processo de tratamento, e ainda ajuda a divulgar a marca.
Portanto, inicialmente, basta entender a importância de desenvolver uma sólida base de dados na sua empresa e criar conteúdo relevante. Posso afirmar que, hoje, uma empresa no segmento de serviços não sobrevive sem o marketing digital, a começar pelo seu site, Facebook e blog.

Andrea Serpejante, diretora de Estratégia e Inovação da Rumo.